Cultivando o amor próprio

Esses dias recebi pelo Whatsapp essa cena de My mad fat diary e, coincidentemente, veio a calhar com o tema que escolhi compartilhar nesta postagem. Confira o vídeo abaixo.


Com frequência, as pessoas estão opinando sobre os mais diversos assuntos - inclusive sobre a vida alheia. Os comentários vão desde a cor do seu esmalte até a forma do seu corpo e, os ousados, talvez tentem se meter em seus relacionamentos.

Ouvir certas coisas não é fácil. Eu bem sei. Mas é preciso dar a volta por cima e descobrir o amor próprio.

Rejane Santos fala sobre amor próprio

Quando estamos com a auto-estima baixa, tendemos a acreditar em qualquer coisa que nos falem. Principalmente, se o portador da notícia for alguém próximo que amamos. Com o passar do tempo, a quantidade de vezes que ouvimos o quanto somos aquilo ou aquilo outro, nos ditará o que somos. Os mais gentis acrescentarão ao comentário maldoso a sugestão de que nos devemos amar mesmo assim, mas nunca nos dirão como fazer para nos amar.

Lembrando que só nós podemos dizer quem somos.

O segredo para cultivar o amor próprio é descobrir o que mais amamos em nós ou em nosso corpo. Pode ser suas unhas, sua doce voz, seu cabelo, suas mãos, seus olhos, sua boca ou qualquer parte de você. Quando souber, procure formas de valorizar esse detalhe.

Aos poucos, o amor por essa sua parte se espalhará e logo você estará se amando por completo. Assim como eu estou me amando.


Comentários

  1. Mais uma vez achei muito bom o texto , apesar de ter minhas observações sobre alguns detalhes que permeiam esse assunto tão importante para todos . Mas meus parabéns Rejane .

    ResponderExcluir

Postar um comentário