Viver com óculos

Rejane Santos com óculos de grau

Quando escuto crianças dizendo que querem usar óculos, oro em silêncio: "Pai, perdoa. Eles não sabem o que pedem". Mas as entendo, óculos realmente podem realçar nossa aparência e alguns modelos são bem charmosos. Além de servir para auxiliar à visão, claro. Mas usá-los não é tão legal quanto parece.

Quem usa óculos sabe bem que precisa ter certos cuidados para não quebrá-los, esquecê-los ou perdê-los (incluindo não deixar que caiam ou voem, sim eles são capazes de "voar").

Ajeitar os óculos que escorregaram pelo rosto pode ser um charme, mas imagine ter que fazer isso enquanto corre ou com as mãos ocupadas.

Pior que isso é, durante uma chuva repentina, ter que decidir usá-los embaçados com sua visão comprometida pelas gotas ou tirá-los para enxergar menos ainda. Por sinal, eles costumam ficar embaçados com o vapor de alimentos quentes ou quando há mudanças bruscas de temperatura.

Limpar óculos pode ser a atividade mais estressante do dia de alguém, quando não é a primeira. As lentes se sujam com muita facilidade por causa de poeiras, manchas ou outras sujeiras. E tem momentos, que não importa o quanto se tente, os óculos não ficam limpos de jeito nenhum.

Se estiver vetando, seja durante a chuva ou não, os óculos protegem nossos olhos. É normal se acostumar com isso e estranhar a falta dessa proteção ao removê-los.

Depender de óculos é algo ruim. Algumas pessoas podem sentir desgostos por precisar deles para apreciar as estrelas, mas é graças a eles que muitos conseguem enxergar o céu perfeitamente estrelado.

Comentários

Postar um comentário